Hospedagem Profissional

Hospedagem Profissional
Clique aqui e ganhe US$ 10,00 para testar durante 1 mês a melhor hospedagem: Digital Ocean!

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Consumidor poderá exigir velocidade de internet contratada a partir de amanhã

Entram em vigor a partir desta quinta-feira as novas regras de qualidade da internet fixa no país estabelecidas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Os consumidores poderão exigir uma velocidade instantânea da internet, que não poderá ser menor do que 20% da contratada pelo usuário, em 95% das medições realizadas.

Até agora, as empresas não tinham nenhuma obrigação. Caso o usuário contratasse 1 mega de velocidade, não significava que ele realmente estava recebendo esta velocidade no seu computador.

No primeiro ano, a velocidade instantânea é de 20 %. Nos doze meses seguintes, será de 30% e, a partir de então, é de 40%.

As empresas também são obrigadas a ter uma velocidade média da banda larga fixa. Ela é o resultado da média de todas as medições realizadas no mês. A meta a partir de agora é de 60%, nos doze primeiros meses. A partir de novembro de 2013, será de 70% e, a partir de então, sempre de 80%.

As empresas tiveram um ano para adaptar os seus equipamentos as novas regras de qualidade da Anatel estabelecidas no Regulamento de Gestão da Qualidade do Serviço de Comunicação Multimídia. Aquelas que não cumprirem as metas de qualidade poderão ser punidas pela agência.

Fonte: O Globo

Existe uma entidade oficial criada justamente para o acompanhamento da qualidade dos serviços de banda larga, é a EAQ.

A Entidade Aferidora da Qualidade (EAQ) foi criada em atendimento à Resolução Anatel n.º 574, de 28 de outubro de 2011, como parte do processo de aferição dos indicadores de qualidade das redes de telecomunicações que suportam o acesso à Internet em banda larga no Brasil.

No link abaixo você pode efetuar o teste de velocidade de sua banda larga:

Infelizmente o percentual entregue será apenas de 20% do contratado, depois 30% no segundo ano e 40% a partir disso. Eu discordo, se contrato um serviço e pago por ele, quero 100% do serviço prestado.